Em jogo movimentado, Uruguai e Japão empatam em Porto Alegre

Em jogo movimentado, Uruguai e Japão empatam em Porto Alegre

June 21, 2019 0 By admin

Em jogo aberto, com muitas chances de gols para ambos os lados, Uruguai e Japão empataram em 2 a 2, nesta quinta-feira, na Arena do Grêmio. Luis Suárez e Giménez marcaram os gols da Celeste e Miyoshi, os dos japoneses, em partida válida pela segunda rodada do Grupo C da Copa América .

Com o resultado, os uruguaios assumem a liderança provisória, com quatro pontos, um a mais que o Chile, que joga nesta sexta-feira, com o Equador, lanterna do grupo, sem pontuar. Já o Japão é terceiro, com um ponto. Os sul-americanos voltam a campo na segunda-feira, quando enfrentam os chilenos, no Maracanã. No mesmo dia, a seleção oriental fecha a fase de grupos, contra os equatorianos, no Mineirão.

Zebra entra em campo
Os torcedores que foram até a Arena do Grêmio viram um começo de jogo movimentado entre Uruguai e Japão. No primeiro minuto, Luis Suárez tentou um chute do meio do campo, no melhor estilo Pelé contra a Tchecoslováquia na Copa de 70, mas a bola passou por cima do gol de Kawashima. De forma surpreendente, os japoneses responderam com ataques velozes e objetivos. E foi em um deles que a equipe oriental abriu o placar, aos 24. Miyoshi invadiu a área, passou por Laxalt e bateu cruzado para vencer Muslera. Na sequência, o lateral-esquerdo uruguaio pediu substituição por lesão muscular.

Celeste responde
A alegria japonesa durou pouco. Minutos depois do gol, o árbitro apontou um pênalti de Ueda em Cavani, com auxílio do VAR. Suárez cobrou com categoria para igualar o placar. A partir daí, o domínio foi celeste. O time de Óscar Tabárez tomou conta da partida. O atacante do PSG ainda mandaria uma bomba no travessão, da entrada da área, antes do intervalo.

Muslera falha
Na volta do intervalo, a partida seguiu aberta. O Uruguai ficou próximo da virada com a dupla Suárez-Cavani, mas quem marcou foi o Japão. Após cruzamento da esquerda, Muslera saiu mal e espalmou nos pés de Miyoshi, que estufou as redes. A Celeste voltou a igualar, minutos depois com Giménez, de cabeça, aproveitando escanteio cobrado por Lodeiro.

Retranca nipônica
Depois de tomar o empate, os japoneses se fecharam, à espera de uma chance de contra-atacar em velocidade. Com a conhecida raça, a seleção uruguaia tentou a virada a todo custo na base do abafa, até o apito final, mas a bola insistiu em não entrar. A classificação fica aberta no Grupo C.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 2 x 2 JAPÃO

Data/Hora: 20/06/2019, às 20h (de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Gramado: Bom
Público/Renda: Presentes: 39.733, pagantes: 33.492/R$ 6.613.630
Árbitro: Andres Rojas (COL) Nota L! – 5,5 – Errou ao deixar de dar pênalti para o Japão
Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e Wilmar Navarro (COL)
VAR: Diego Haro (PER)
Assistentes de VAR: Nestor Pitana (ARG) e Hernan Maidana (ARG)
Cartões amarelos: Naomichi Ueda, Nakajima (JAP)
Cartão vermelho: Não houve

Gols: Miyoshi (24’/1ºT, 0-1 e 13’/2ºT, 1-2), Luis Suárez (31’/1ºT, 1-1), Giménez (20’/2ºT, 2-2)

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Laxalt (Giovanni González, 27’/1ºT) Bentancur, Torreira, Nández (Arrascaeta, 14’/2ºT) e Lodeiro (Valverde, 27’/2ºT); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

JAPÃO: Kawashima; Iwata (Tatsuta, 41’/2ºT), Naomichi Ueda, Tomiyasu e Sugioka; Itakura, Shibasaki, Abe (A. Ueda, 21’/2ºT), Miyoshi (Kubo, 37’/2ºT) e Nakajima; Okazaki. Técnico: Hajime Moriyasu

Let’s block ads! (Why?)

.

Lance Source link